0

OLHA A CHUVA!!!! É MENTIRA !

FacebookTwitterGoogle+

Olha a Chuva!!!!  É Mentira!

Até parece refrão de dança de quadrilha junina, mas não é. O fato é que estou perdendo a confiança nesses institutos de meteorologia que pelo visto estão fazendo previsões que nunca acontecem, ou acontecem apenas em alguns lugares. Lembram-se da “Folhinha Mariana”? Pois então, há anos não vejo um exemplar. Era impressa numa única folha de papel jornal e trazia um vasto leque de informações distribuídos em quadrinhos. A cada dia do ano a folhinha informava o santo padroeiro; as fases da lua e a previsão do tempo. Dizia quais dias seriam de sol, de frio, quando o calor predominaria. A folhinha acertava e errava muito. Por ser uma propriedade da Diocese de Mariana (MG) todos os lares católicos de Minas tinha uma folhinha pregada atrás de uma porta qualquer da casa. Certa vez questionei o saudoso Padre Grevy Guimarães sobre a eficácia das previsões; a intenção era apenas a de encher-lhe o saco com qualquer assunto. Disse-lhe que já estávamos no meio do ano e a folhinha Mariana não tinha acertado nenhuma de suas previsões em Pará de Minas. O padre apenas balançou aquela famosa pança e respondeu-me sorridente: – como você é bobo; a previsão da folhinha Mariana  é no geral, vale para todos os lugares do mundo. Se estiver marcando chuva você pode estar certo de que em algum lugar do mundo choveu; se marcou frio, fez frio. A Mariana nunca erra, disse-me o sacerdote.  Entendida por este ângulo a veneranda folhinha é mesmo uma campeã de acertos nas previsões meteorológicas.

O negócio é o seguinte: nos últimos tempos tenho recebido mensagens gráficas no meu celular (um LG de pouquíssimos recursos, que custa novo uns 80 contos) informando a previsão do tempo. Eu sempre deduzo que a previsão é para Pará de Minas e arredores, mas a última previsão que se confirmou já faz muito tempo, foi antes do Natal. Nos últimos dias os erros do instituto têm-se acentuado e olha que fazem até três previsões por dia. Estou achando mais fácil o camisa 9 do Galo, Ricardo Oliveira, marcar um gol, do que os fiscais da natureza acertarem uma previsão do tempo. Ontem por exemplo recebi duas, uma durante o dia e a outra exatamente ás 21 horas e seis minutos. O alerta assustador dizia: “Defesa Civil: alerta de tempestade severa chuva forte, rajadas de vento para o dia 21 /01/2020 nas próximas duas horas”. Pelo sim pelo não, desliguei a tevê, a geladeira, computador e apenas o ouvi pelo rádio a estréia do Galo na temporada e fiquei quietinho esperando o dilúvio anunciado que não veio. Ainda bem que o Galão da Massa venceu o jogo, neste caso confirmando as previsões otimistas. Acredito que á moda da Folhinha Mariana os institutos estão fazendo previsões genéricas, válidas para Montalvânia que fica no cocoruto do mapa de Minas Gerais e também para Camanducaia no extremo sul de Minas Gerais; para Frutal no mais oeste do estado e também para Açucena no extremo leste.  Não custa lembrar que Minas Gerais  tem o mesmo tamanho da França, pode parecer mas não é uma fazendola qualquer. talvez a tromba d’água tenha de fato acontecido nesta imensidão de  570 mil quilômetros quadrados. “Em algum lugar choveu”, diria padre Grevy. (LUIZ VIANA DAVID)

 

 

Luiz David

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *